Igreja da Nossa Senhora da Vitória

Esta pequena ermida foi fundada por um voto do Marquês de Marialva, D. António Luís de Meneses, no ano de 1665, ano da terrível Batalha de Montes Claros.

Nesse local, donde se avista todo o vale de Montes Claros, terá o brilhante estratega estabelecido o seu quartel-general e assistido a toda a batalha que no dia 17 de Junho de 1665 tirou a vida a centenas de espanhóis e portugueses. Às almas destes soldados mandou o Marquês de Marialva dedicar esta igreja, mandando que todos os dias se rezassem missas em sua memória.

Certamente chocado por tamanha mortalidade, o Marquês de Marialva mandou fazer, em frente à igreja, uma lápide com uma longa inscrição onde fez os seus votos para que tamanha tragédia não se repita na história futura de ambos os países. Apesar de ser um monumento evocativo de uma vitória militar, trata-se de um poema à Paz e à tolerância que permanece pelos séculos.

No interior da igreja destaca-se o retábulo em mármores brancos e negros da segunda metade do século XVIII.

Informações Adicionais