woman shopping organic veggies and fruits
É Natal no comércio local
Notícias
Situação epidemiológica no concelho
Situação epidemiológica no concelho
Destaques
Destaques
VER +
Atendimento
Agenda
Notícias
Casa Social de Borba

Casa Social de Borba

A candidatura da “Casa Social de Borba” insere-se no Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas de Borba (PAICD de Borba), previamente aprovado e contratualizado com a Autoridade de Gestão do Programa Operacional da Região Alentejo. A operação consiste na reabilitação integral de um edifício devoluto, sito na Rua de São Sebastião, em Borba, com vista à criação de uma Casa de Acolhimento Temporário que terá como objetivo apoiar as famílias que da mesma venham a necessitar, com o objetivo de promover a inclusão social em territórios desfavorecidos, através de ações de regeneração física, económica e social. O imóvel encontrava-se devoluto, mas a utilização pré-existente destinava-se a habitação, sem outros usos associados e com capacidade estimada para uma família de até 6 pessoas. Esta Casa de Acolhimento Temporário foi pensada para atuar numa fração populacional específica com problemáticas sociais adjacentes e situações criticas que necessitam de intervenção urgente. A instalação deste equipamento de utilização coletiva, servirá de apoio às famílias com necessidades de realojamento por períodos não superiores a 4 meses. Uma das particularidades desta edificação é a sua localização geográfica, situada no centro da cidade, próxima de superfícies comerciais, bancárias, de restauração, da Câmara Municipal e do Posto Territorial da GNR de Borba. Esta proximidade potencia o trabalho de inclusão e desenvolvimento social com estas famílias a ser desenvolvido pelo Serviço de Ação Social do Município de Borba, permitindo a intervenção imediata e concertada em situações urgentes. À data a operação assume um investimento total próximo dos 140.000 euros, tendo já aprovado apoio FEDER próximo dos 90.000 euros, encontrando-se o Município a preparar um pedido de reprogramação, para submissão à Autoridade de Gestão, com vista a solicitar apoio adicional de cerca de 30.000 euros e encerramento da operação no final do primeiro trimestre de 2022.
3 de Dezembro
Reabilitação do Celeiro da Cultura

Reabilitação do Celeiro da Cultura

A candidatura de “Reabilitação do Celeiro da Cultura” insere-se no Plano de Ação de Regeneração Urbana de Borba (PARU de Borba), previamente aprovado e contratualizado com a Autoridade de Gestão do Programa Operacional da Região Alentejo. O edifício objeto da operação localiza-se no centro histórico da cidade de Borba, numa zona de transição com uma malha urbana mais recente e menos massificada. Trata-se de um imóvel patrimonialmente relevante, em termos municipais, não só pela função original (celeiro comum), como também pela arquitetura popular que ainda se encontra bastante intocada. O Celeiro da Cultura é um edifício constituído por dois pisos, com acesso autónomo, sendo os espaços interiores, na sua formação original, bastante amplos, fomentando assim a sua utilização para atividades expositivas, culturais, pedagógicas e educativas. A intervenção tem como pretensão a recuperação e reabilitação do edifício, mantendo a sua função de equipamento de utilização pública para atividades recreativas, socioculturais e essencialmente expositivas. Em traços gerais, prevê-se a substituição e alteração do desenho de toda a cobertura e estrutura de apoio, adaptação do espaço às necessidades a pessoas com mobilidade condicionada, intervenções interiores que permitam uma utilização mais ampla e abrangente do espaço e reparação dos danos estruturais, de forma a recuperar as condições físicas do edifício, implantação de rede elétrica dentro dos parâmetros e exigências de segurança e qualidade, habilitando-o a abarcar a utilização prevista com mais dignidade e atualidade. A intervenção por si só tem uma forte influência nas circunstâncias urbanas e de desenvolvimento urbano atuais da cidade, atuando como um espaço de charneira entre o centro histórico e o tecido urbano mais recente. A proximidade ao Centro Histórico, mais precisamente ao Castelo de Borba, a atividade que se pretende desenvolver, de cariz lúdico, pedagógico e cultural, a visibilidade na paisagem urbana que detém, e a identificação com a atividades culturais do Município são fatores facilitadores para a prossecução do objetivo fundamental da operação que é dinamizar a malha urbana envolvente, através da reabilitação física. Assim, mais do que a necessidade de reabilitação física do edificado, a operação sustenta-se no desenvolvimento da demografia do centro histórico, uma vez porque não são sustentáveis e perduráveis no tempo as operações simples de reabilitação física do edificado (particular ou público) que não sejam fundamentadas na ocupação e utilização das populações (residentes e visitantes), pelo que esta é uma resposta pontual, contudo integrada num modelo de regeneração suportado no incremento da economia local previsto no PARU de Borba. Para o efeito, à data esta operação assume um investimento total superior a 275.000,00 euros, tendo aprovado apoio FEDER superior a 235.000,00 euros e conclusão prevista para o final do presente ano de 2021.
18 de Novembro
Documentos
Conhecer
Alentejo Central

CIMAC

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é uma pessoa coletiva de direito público de natureza associativa e âmbito territorial e visa a realização de interesses comuns aos municípios que a integram.
www.cimac.pt
Nome
Email
Descarregue a nossa app